BLOG DA RECHEIO


app infantil é coisa séria

Monday/21, May 2012


Uma comissão americana acaba de apresentar um relatório sobre a qualidade do conteúdo que desenvolvedores disponibilizam ANTES do download de aplicativos voltados às crianças.

Realizado pelo Federal Trade Commission, uma organização do Governo Americano dedicado a aplicar o “COPPA” (Children’s Online Privacy Protection Act), o relatório traz algumas observações muito importantes e que devem mudar o quê e como produtoras apresentam seus produtos nas App Stores da vida. Lorraine Akeman, editora do momwithapps, estudou o trabalho e publicou uma análise bem interessante. Aqui vão alguns de seus comentários:

• há muito pouca informação sobre que dados do usuário que o app consegue obter ao seu usado, bem como que tipo de informação é aproveitada sobre os dados de quem compartilha conteúdos do app em redes sociais (o “compartilhar” de avatares ou outras criações por twitter, facebook etc.).

• quase nada de indicação de que o aplicativo precisa das chamadas In-App Purchases: não dá para sabe se você está comprando o aplicativo inteiro ou se vai ter que pagar por cada novo item, fase, ou funcionalidade.

• não há indicação sobre se o app apresenta compartilhamento por redes sociais: a comissão acha essa informação extremamente relevante, para pais poderem saber se querem ou não um aplicativo que coloque seus filhos expostos a essas redes.

• propaganda: não há indicação sobre se existe propaganda dentro do aplicativo, e, no caso positivo, de que tipo de conteúdo há nos anúncios dentro do app.

Conclusão: o relatório afirma que as práticas de descrição sobre os aplicativos infantis ainda estão engatinhando, e que os desenvolvedores devem apresentar informações claras, objetivas e completas, para auxiliar pais e educadores a escolher o que baixar ou não para o iPad. Agora, a mesma comissão vai trabalhar em como impor um modelo melhor.

O bom do mundo infantil dos apps é que os melhores desenvolvedores sabem da responsabilidade de quem trabalha com crianças. Por isso, muitos deles passaram os últimos dias discutindo o teor do relatório e já se adiantaram às possíveis imposições que a comissão possa vir a exigir.

Já existe até um rascunho de gráfico desenvolvido e sendo aplicado por um pai/desenvolvedor, da Operatio Apps. Outros players estão adotando o mesmo padrão ou criando suas versões, para mostrar pró-atividade.

No Brasil, estamos longe de entrar nessa discussão – mas acho muito saudável acompanhar esse papo, importantíssimo para que o mundo digital infantil seja tratado com o carinho que merece. Fica a dica para criadores e desenvolvedores daqui.

Acesse o relatório da FTC aqui.

Por Maria Claudia, que faz conteúdo na Recheio Digital e escreve no ipadfamilia.wordpress.com


Esse artigo foi escrito por Recheio Agência de Conteúdo. Veja Quem Faz. .







voltar