BLOG DA RECHEIO


DaFne Music Brasil: alternativa para a trilha sonora do seu projeto

Thursday/30, August 2012


Nós da Recheio buscamos diariamente soluções inteligentes para rechear nossos projetos. Dia desses nos deparamos com uma alternativa que, apesar de não ser novidade no mercado internacional, não é muito difundida no Brasil: as licenciadoras de música.

Um exemplo disso é a DaFne Music, que segue os moldes de produtoras existentes no exterior. Pioneira no Brasil, foi lançada recentemente pelo produtor musical gaúcho Niper Boaventura e pelo publicitário pernambucano Thiago Alonso.

O trabalho da DaFne consiste em comprar músicas de cantores e bandas e fornecê-las para publicidade e filmes, basicamente. Segundo os criadores, este modelo é excelente para artistas independentes ou não muito conhecidos, pois serve como uma vitrine, uma forma de divulgação desse artista ao grande público através de projetos audiovisuais de grande alcance, além do retorno financeiro. Funciona como uma alternativa às chamadas “trilhas brancas” e à produção de trilha sonora original.

Conversamos com Thiago Alonso para compreender melhor como funciona a DaFne Brasil.

Quem são os idealizadores do projeto e de onde surgiu a ideia de licenciar música?

Eu e o Niper Boavetura somos os idealizadores. Tivemos o insight num dia conversando com amigos que tinham acabado de voltar de Cannes. Eles comentaram que o licenciamento é uma “modalidade” muito forte lá fora, então procuramos entender mais sobre o assunto. Descobrimos que a Getty possui um acervo gigantesco, com muitas músicas incríveis, e que nenhuma produtora de áudio fazia isso no Brasil. Resolvemos, então, ser os pioneiros.

E como conseguiram tantas faixas nesse período relativamente curto de tempo?

Conseguimos muitas faixas porque nos associamos a Getty Images Brasil, que tem uma sede em Londres, que é de onde vêm todas as músicas. Já temos nosso catálogo, que entrará como selo no site da Getty, mas a maior parte das músicas ainda são gringas, pois o banco é na Europa, onde o licenciamento existe há muito mais tempo.

Vocês prospectam músicas das bandas ou na maioria das vezes os artistas é que procuram a Dafne?

Normalmente a gente prospecta as bandas, justamente porque o músico brasileiro é muito desconfiado do mercado autoral no Brasil, daí precisamos correr atrás dos artistas pra mostrar que licenciamento é algo muito bom para o músico.

E por que uma banda ou artista independente deve deixar sua música ser licenciada para ser usada na publicidade? Qual o retorno elas terão na visão de vocês?

Acreditamos que o artista, quando licencia uma música com a gente, pode ter uma grande visibilidade, colocando a música numa propaganda de um cliente grande, por exemplo. Além disso, ele pode ter um retorno financeiro, já que se a música ficar parada no computador, nada disso vai acontecer.

Qualquer artista pode enviar música a vocês? Há algum processo para escolha de quem entra para o catálogo? Como isso é feito?

Qualquer artista pode sim enviar o material pra gente. Normalmente pedimos ao próprio artista enviar as músicas que ele acha interessante. Daí essas músicas passam por um processo de triagem. Escutamos para saber se elas têm qualidade suficiente para entrar no banco.

Empresas, agências, produtoras de pequeno porte conseguem utilizar o serviço da Dafne facilmente? É acessível?

Sim, todos que precisam de trilha pro seu conteúdo, podem falar conosco. É muito acessível, rápido e custa menos do que se fossemos produzir, justamente porque a música licenciada já está pronta.

Para saber mais, acesse: www.dafnemusic.com.br


Esse artigo foi escrito por Vinícius Tamamoto. Veja Quem Faz. .







voltar